Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.

Criar PDF Recomendar Imprimir

 

nerainforma n.º 120, maio 2020

Nº Boletim 120 Data Maio 2020
Ficheiro(s):

NERA

ENTRAR EM FORÇA NO PROCESSO DE REABERTURA DAS EMPRESAS

MANTER-SE MOBILIZADOS!

Presidente Site

O Governo decretou o reinício da atividade empresarial, permitindo a reabertura gradual de importantes setores. É positivo para a economia.

É positivo para as empresas e os trabalhadores. Importa aproveitar ao máximo o novo quadro. Mesmo sabendo que as medidas não são suficientes e que as regras definidas nem sempre são fáceis de aplicar.

E que também não vai ser fácil recuperar os elevados prejuízos já criados nas empresas e no emprego.

É uma estrada certamente muito dura, mas temos de percorrê-la.

Não vamos esquecer tão cedo as dificuldades sofridas pelas nossas empresas paralisadas e os postos de trabalho em causa.

Temos presente o uso - ainda que nem sempre fácil - de mecanismos positivos como o lay off, as linhas de crédito, a flexibilização de alguns instrumentos fiscais nacionais e municipais, e a atuação positiva das várias instituições da nossa Região que, de uma maneira geral, têm estado à altura das suas responsabilidades.

O NERA esteve sempre presente. Atuando junto das entidades nacionais e regionais com sugestões e propostas para soluções realistas e equilibradas, para a economia da região, as empresas, os trabalhadores, os cidadãos.

Mas a batalha está longe de ter terminado.

Neste momento, a nossa atitude como empresários, para além de aproveitar ao máximo a reabertura das nossas empresas deve ser, mantermo-nos mobilizados.

O quadro económico, no país e na Europa, não está estabilizado e os fatores de incerteza mantêm-se. A começar pela evolução do processo epidémico e a garantia de um quadro estável de segurança sanitária.

Ao mesmo tempo o quadro de evolução do setor que tem mais impacto no conjunto da economia da região - o Turismo - não está ainda clarificado.

Sendo justo ter expectativas positivas em relação ao mercado interno, nos mercados internacionais vivem-se ainda momentos de incerteza - para além da disponibilidade das pessoas para viajar (razões económicas e dúvidas sanitárias), mas também sobre as medidas dos Governos sobre a mobilidade dos seus cidadãos e, fator decisivo, as indecisões das companhias aéreas.

Linhas de ação propostas pelo NERA aos colegas empresários, neste momento crucial:

  1. Concentrar o máximo de esforços para reativar e voltar a dar força, a cada uma das nossas empresas;
  2. Manter toda a atenção à evolução do quadro económico/empresarial e mantermo-nos permanentemente mobilizados para enfrentar eventuais novos obstáculos e situações difíceis.

 

NERA PRESENTE!

Vítor Neto
Presidente da Direção do NERA 

 


 

CONHEÇA A PLATAFORMA DAS ÁREAS EMPRESARIAIS DO ALGARVE

11

A plataforma das Áreas Empresariais do Algarve é uma das componentes do Projeto Algarve REVIT+, que visa a revitalização das Áreas Empresariais do Algarve, através do reforço da capacitação e promoção das PME instaladas nessas áreas, num modelo de gestão e de marketing inovadores, numa lógica coletiva.

Além de um diretório de empresas instaladas nas áreas empresariais de todo o Algarve, é também um sítio de interação e partilha de oportunidades de negócio e de boas práticas empresariais, de valorização e de promoção conjunta das PME.

Contactos:
www.aealgarve.pt 
Email: nera@nera.pt
Tel: 289 415 151 Telm. 968 576 864

 


 

FORMAÇÃO NÃO FINANCIADA PARA EMPREGADOS E DESEMPREGADOS

nera formacao

O NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve, com o objetivo de melhorar a empregabilidade da população (empregados e desempregados), através do desenvolvimento de competências para o mercado de trabalho, encontra-se a promover em formato ONLINE, várias ações de formação profissional:


•    Regresso ao Trabalho - Medidas de Prevenção no Âmbito da COVID-19
•    COVID-19 nas nossas vidas. Passado, Presente e Futuro!
•    Comunicação e Feedback
•    Coaching - uma ferramenta para uma liderança de sucesso
•    Liderança e Gestão de Equipas em Tempos Incertezas
•    Instagram para Negócios
•    LinkedIn: A Rede Social Profissional
•    Língua Inglesa aplicada aos negócios


Poderá consultar o Plano de Formação e efetuar a sua inscrição nas várias Ações de Formação, acedendo à opção “Formação Profissional – Formação não Financiada”, em https://www.nera.pt/formacao-profissional/formacao-nao-financiada ou então poderá contactar o Gabinete de Formação do NERA através dos seguintes contactos:

Tel.: 289 415 151
E-mail: gfo@nera.pt

 


 

WEBINAR | 29 DE MAIO | 14H00

"COVID-19 E IMPLICAÇÕES PARA AS EMPRESAS - ALGUNS ASPETOS RELEVANTES"

WEBINAR COVID-19 e Implicações para as Empresas  alguns aspetos relevantes

No âmbito do protocolo de cooperação estabelecido entre o NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve e a PLMJ Advogados, SP, RL., temos o prazer de informar V. Exa. sobre a realização de um Webinar dedicado à temática: “COVID-19 e Implicações para as Empresas – alguns aspetos relevantes”.

Vocacionado, designadamente, para as Empresas que viram a sua situação afetada pela declaração dos estados de emergência e de calamidade, com encerramento de atividade e/ou redução de receitas, este Webinar irá abordar as seguintes temáticas: alertar as empresas para as várias situações a nível contratual e laboral, resultantes da situação das declarações dos estados de emergência e de calamidade, bem como uma visão genérica referente aos vários diplomas publicados e regras aplicáveis.

Este evento será conduzido por Carmen Baptista Rosa (Sócia nas áreas de Contencioso e Arbitragem e responsável pelo escritório de Faro da PLMJ); Rita Calafate (Associada no escritório de Faro da PLMJ) e Rita de Carvalho (Associada na área de Laboral da PLMJ).

O Webinar decorrerá no dia 29 de maio de 2020, entre as 14h00 e as 16h00.

Consulte o Programa completo deste Webinar e as informações técnicas necessárias:

PROGRAMA

A participação neste Webinar é gratuita, mas a inscrição no mesmo é obrigatória. Neste sentido, a inscrição deverá ser efetuada até ao próximo dia 27 de maio de 2020, através do preenchimento e submissão do Formulário seguinte:

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

 


 

PROTOTYPING ENTRE OS 30 MELHORES DO "INTERREG 30 PROJECT SLAM"

Logo PROTOTYPING

Um dos Projetos transnacionais em que o NERA - Associação Empresarial da Região do Algarve é co-promotor, está entre os 30 melhores do "Interreg 30 Project".

Trata-se do Projeto PROTOTYPING AAA+ Rede de Cooperação Transnacional para a Melhoria da Competitividade Empresarial do Setor Agro-alimentar através do Prototipado.

Este ano, o programa Interreg cumpre 30 anos de existência e para comemorar, o Project Slam, que se realiza todos os anos na EU Week of Regions, pretende ser o evento de referência para dar voz aos projetos europeus. Nasce assim, o "30 Interreg Project Slam", um evento composto por várias fases com vista a promover e dar visibilidade aos Projetos.

De um total de 150 candidaturas provenientes de diversos Programas, 30 passaram à fase seguinte, tendo sido selecionados três projetos POCTEP, entre eles o Prototyping AAA+.

Os três finalistas POCTEP:

  • Garveland, movilidad eléctrica en áreas de interés turístico y ambiental de la EUROAAA (0275_GARVELAND_5_E)
  • Orniturismo, conservación, protección y valorización del patrimonio ornitológico (0385_ORNITURISMO_5_E)
  • Prototyping AAA+, Rede de Cooperação Transnacional para a Melhoria da Competitividade Empresarial do Setor Agro-alimentar através do Prototipado (0432_PROTOTYPING_AAA_5_E)

 
Visite o site deste Projeto: https://redprototyping.eu/.

 


 

TURISMO DE PORTUGAL LANÇA SELO "ESTABELECIMENTO CLEAN & SAFE"

O Turismo de Portugal lançou o selo «Estabelecimento Clean&Safe» para as empresas do setor do turismo que pretendam ver reconhecido o seu esforço em cumprir as recomendações da Direção-Geral da Saúde para evitar a contaminação dos espaços com o SARS-CoV-2.

Para obterem o selo, as empresas terão de frequentar um programa de formação online gratuito sobre os procedimentos de combate à pandemia a adotar ao nível da limpeza, higiene e medidas básicas de prevenção e controlo da infeção.

Esta iniciativa tem como objetivo não só transmitir às empresas informação sobre as medidas necessárias de higiene e limpeza dos estabelecimentos, mas também, promover Portugal como destino seguro e com uma atuação coordenada por parte de todas as empresas do setor, reforçando a confiança do turista.

 


 

PLANO DE DESCONFINAMENTO COVID-19

desconfinamento-covid19-tabela vfinal-01

 


 

PROGRAMA ADAPTAR

Foi publicado em Diário da República, o Decreto-Lei N.º 20-G/2020 que estabelece um Sistema de Incentivos à segurança nas micro, pequenas e médias empresas, no contexto da doença COVID-19 - ADAPTAR.

O novo Programa ADAPTAR pretende apoiar as micro empresas e as PME no esforço de adaptação e de investimento nos seus estabelecimentos, ajustando os métodos de organização do trabalho e de relacionamento com clientes e fornecedores dada a pandemia COVID-19, de forma a que sejam cumpridas as normas e regras estabelecidas pelas autoridades competentes.
 
São Beneficiários do Programa as Microempresas e as PME em todos os setores de atividade incluindo Comércio e Serviços, Alojamento e Restauração, Indústria e Transportes e que tenham a situação regularizada perante a Administração Tributária e a Segurança Social.
 
O Programa ADAPTAR tem aplicação em todo o território do continente com apoios às Micro, Pequenas e Médias Empresas:
 
MICROEMPRESA - empresa que emprega menos de 10 pessoas e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não exceda 2 milhões de euros.
 
PEQUENA E MÉDIA EMPRESA (PME) — empresa que emprega menos de 250 pessoas e cujo volume de negócios anual não exceda 50 milhões de euros ou cujo balanço total anual não exceda 43 milhões de euros e que detenha a correspondente Certificação Eletrónica.
 
Os apoios são atribuídos sob a forma de subvenção não reembolsável e a taxa de incentivo a atribuir é de 80% sobre as despesas elegíveis para as microempresas e de 50% para as PME.
 
São consideradas DESPESAS ELEGÍVEIS:

  • Aquisição de equipamentos de proteção individual necessários, nomeadamente máscaras, luvas, viseiras e outros;
  • Aquisição e instalação de dispositivos de pagamento automático, abrangendo os que utilizem tecnologia contactless;
  • Reorganização e adaptação de locais de trabalho e de lay-out de espaços às orientações e boas práticas do atual contexto;
  • Contratação de serviços de desinfeção das instalações, por um período máximo de 6 meses;
  • Despesas com a intervenção de contabilistas certificados ou revisores oficiais de contas, na validação da despesa dos pedidos de pagamento.

 


 

REGRAS PARA AS PRAIAS - ÉCPOCA BALNEAR - COVID-19

Tabela Desconfinamento praias

 


 

RECONHECIMENTO DE PRÁTICAS EM RESPONSABILIDADE SOCIAL E SUSTENTABILIDADE - CANDIDATURAS ATÉ 31 DE MAIO

Estão abertas as candidaturas ao Reconhecimento de Práticas em Responsabilidade Social e Sustentabilidade, uma iniciativa dinamizada pela Associação Portuguesa de Ética Empresarial, em parceria com o IAPMEI e outras entidades.

O concurso tem como objetivo distinguir e dar visibilidade a organizações dos setores público e privado, com e sem fins lucrativos, pelas práticas que implementam ao nível da Responsabilidade Social e da Sustentabilidade, tendo em conta os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

As empresas PME Líder e PME Excelência, à semelhança dos associados APEE, membros da Global Compact Network Portugal e organizações coletivas membros da Aliança ODS Portugal, beneficiam de condições especiais de candidatura.

 


 

OPEN4BUSINESS

A plataforma “#Open4Business” é uma iniciativa da VOST Portugal e da Secretaria de Estado para a Transição Digital, no âmbito do Gabinete de Resposta Digital à Covid-19, gabinete este liderado pelo Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira.

Numa altura em que todo o país se prepara para uma abertura gradual da economia, é importante disponibilizar aos empresários – independentemente do seu sector ou dimensão – uma ferramenta que ajude a informar todos os cidadãos, de um modo simples, quais os negócios/serviços que se encontram abertos ao público, que restrições de horário existem (se algumas), e que serviços são disponibilizados.

Para os cidadãos é de extrema importância terem acesso, numa plataforma oficial e com dados validados, à informação sobre que estabelecimentos/empresas estão abertas na sua área de residência, e quais os horários praticados, evitando assim deslocações em vão ou a uma maior distância do que aquela necessária.

Estas duas preocupações dão assim origem à plataforma “#Open4Business”, que está desde já disponível a todos.

 


 

GAL APOIAM A PEQUENA AGRICULTURA, ADAPTANDO MEDIDAS AOS NOVOS TEMPOS

São mais de 4,5 milhões de euros de ajuda para a pequena agricultura disponibilizados pelos GAL para apoio ao escoamento da produção local através de cadeias curtas e mercados locais.

Cientes dos novos desafios que surgiram como consequência da pandemia que afectou o país, os Grupos de Acção Local (GAL) redobraram a sua atenção na definição de soluções para uma resposta rápida na ajuda aos agricultores e produtores de pequena dimensão dos territórios rurais.

Neste sentido disponibilizaram respostas imediatas perspectivando o escoamento das produções locais que se consubstanciaram na abertura, recentemente, de 49 avisos de concurso à medida Cadeias Curtas e Mercado Locais e a disponibilização de um apoio a fundo perdido superior a 4,5 milhões de euros.

Esta Medida, gerida pelos GAL localmente no âmbito da Abordagem LEADER/DLBC do PDR2020 Programa de Desenvolvimento Rural, visa dinamizar a criação de cadeias curtas de distribuição agroalimentar e modelos de comercialização de proximidade de produtos agrícolas e transformados, adaptando as respostas locais aos novos tempos de convivência com a COVID-19.

Entre estes avisos, 32 concursos (mais de 2,6 milhões de euros) destinam-se especificamente para o apoio às cadeias curtas, pondo em prática a simplificação e flexibilização introduzida nos normativos legais, em concreto a Portaria n.º 86/2020. Neste âmbito, destaca-se a elegibilidade de despesas incorridas a partir de 5 de Abril de 2020, independentemente da data de apresentação da candidatura e ainda a possibilidade de um apoio aos agricultores no valor de 48 euros por deslocação aos mercados locais ou outros pontos de entrega. Trata-se de uma medida prática que garante algum suporte financeiro aos pequenos produtores, agora que os mercados vão reabrindo um pouco por todo o país.

No caso do GAL Interior do Algarve Central, este anúncio fechou a 6 de maio com 13 candidaturas recebidas que representam um valor de investimento proposto de 311.574,18€, o que se traduz num apoio previsto do PDR de 194.945,94€, muito superior ao valor do aviso – 52.795,75€ -, o que manifesta a importância desta medida nos tempos atuais. Este aviso vai ser reforçado de forma a englobar todas as candidaturas que venham a ter parecer favorável.

Esta Portaria enquadra-se num conjunto de medidas excecionais e temporárias, em tempos de COVID-19, com o objectivo de “promover e agilizar os canais de comercialização de produtos alimentares locais, alargando as possibilidades de escoamento da produção, promovidas pelo Ministério da Agricultura com o envolvimento dos Grupo de Acção Local e da Federação Minha Terra, entre as quais se destaca também a campanha e plataforma Alimente quem o alimenta, que reúne já mais de 900 produtores inscritos e regista perto de 100 mil visualizações desde meados de Abril.

 


 

Divulgação:

Para que possa lançar, expandir ou rentabilizar a atividade da sua empresa, o NERA , para além de todos osserviços e apoios que tem vindo a prestar aos empresários da Região, ou aos que aqui se pretendem instalar,dispõe de um serviço de aluguer/cessão de uso de salas e espaços variados, situadas no seu Centro Empresarial de Negócios.

As salas/ espaços poderão ser arrendadas por períodos variáveis, desde por horas ou dias a mensal, anual ou plurianualmente.

O uso de qualquer destes espaços traz consigo vantagens adicionais, como:

  • inserção num espaço comum de múltiplas utilizações e não isolado;
  • uso imediato de energia e água;
  • possibilidade de acesso a serviços diversificados, como: fotocópias, fax, mail, gestão de correspondência ou contactos, etc.;
  • integração no núcleo da NERA, onde encontra disponibilidade do uso ocasional de espaços e serviços, entre os quais salas para reuniões, apresentações de produtos ou formação, salas de congressos,organização de eventos, secretariado, aluguer de mobiliário, etc.

 

Também disponibilizamos serviços de sediação de empresas e gestão de contactos.

 

 

Login Form



Popup

{simplepopup link=spuImage2 gallery=gallery1 hidden=true}PopUp Image{/simplepopup}