Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.

Criar PDF Recomendar Imprimir

 

nerainforma n.º 85, maio 2017

Nº Boletim 85 Data Maio 2017
Ficheiro(s):

 

VERÃO: A ATIVIDADE DAS EMPRESAS VAI CRESCER.

OS NOSSOS OBJETIVOS VÃO-SE MANTER.

Presidente Site

Temos vindo a sublinhar os aspetos positivos do quadro económico nacional que certamente nos dão ânimo para seguir em frente com determinação e confiança.

Mas temos também consciência das incertezas que nos rodeiam.

Neste momento, por exemplo, estamos perante um novo quadro, nada surpreendente: a campanha eleitoral está aí e já não vai parar até outubro, e certamente vai alterar o quadro da nossa intervenção e que nos levou, por exemplo, a adiar uma iniciativa que aqui tínhamos referido.

Estamos perfeitamente cientes de que as eleições vão ter consequências não só nas autarquias mas também no posicionamento futuro das forças políticas envolvidas no governo e na atual maioria.

Delas vai depender a evolução do quadro governativo e o enfoque da sua política económica, com incidência nas nossas empresas. Num quadro internacional incerto e até imprevisível.

As cartas são claras. Por um lado os partidos da área de governo a valorizar permanentemente os dados positivos da economia, finanças e medidas sociais, afirmando que se devem ao seu trabalho. Do outro as forças de oposição a desvalorizarem esses resultados e a perspetivar uma evolução mais pessimista.

Nós, empresários, não podemos viver de ilusões.

Temos as nossas responsabilidades para cumprir todos os dias. Mas também não cultivamos o pessimismo, nem preconizamos desastres e não podemos ignorar alguns sinais positivos que se verificaram na nossa economia.

Tendo presente que não são suficientes, que não estão consolidados, mas que de qualquer forma demonstram que a nossa estrutura económica, apesar das debilidades, está viva e pode efetivamente ganhar embalagem e avançar para novos patamares. É aí que devemos concentrar os nossos esforços. Nas nossas empresas e na ação junto do governo.

Devemos, pois, lutar para exigir do governo coerência na sua atuação, uma utilização dos recursos na economia sensata e justa, tendo em conta as exigências e potencialidades das diferentes realidades regionais.

E aqui o Algarve, apesar das perspetivas positivas que se apresentam, nomeadamente nos múltiplos setores que se cruzam com a atividade turística, tem razões para alguma preocupação.

De facto o Algarve é uma região que dá um contributo importante para a economia nacional – sobretudo através das receitas externas geradas pelo Turismo (que correspondem a exportações) – mas que continua a ser subestimada em termos de investimento público: recorde-se apenas a situação inaceitável da EN125, as consequências da política errada de portagens na A22, no adiamento sucessivo da eletrificação da via férrea e da ligação ferroviária ao aeroporto; nas carências na área da saúde e nas infraestruturas e serviços de apoio, numa região com milhões de visitantes, para além da população residente. Etc. Etc.
 
É um quadro inaceitável que só encontra explicação no fraco peso político da região junto dos poderes centrais que subestimam a importância do Algarve para a Economia do país.

O Algarve foi a região do país que mais cresceu em Turismo em 2016. Um só dado: registou 40% do crescimento nacional de dormidas estrangeiros, consolidando a sua posição de maior destino turístico do país. Estamos a falar de mais 1,5 milhões de dormidas em relação a 2015. Um valor que é superior ao aumento das dormidas de Lisboa e Porto somadas (1,4 milhões)!

Este ano tudo aponta para que o crescimento do Turismo continue e com isso toda a economia da região vai beneficiar. Com consequências positivas em muitos setores. O setor do comércio, para além do alojamento e restauração, continua acrescer. A construção e a imobiliária dão sinais de retoma de dinamismo. Os setores ligados à agricultura, ao mar e à indústria também. O desemprego cai e o emprego está a aumentar.

É este o terreno em que nós Empresários nos vamos bater nos próximos meses. Esperemos vir a ter muito trabalho nas nossas empresas!

Quanto à política devemos todos – dentro das nossas opções de cidadãos livres – atuar para que os responsáveis políticos se comprometam para resolver os problemas de fundo do Algarve.

Agora e depois das Eleições, cá estaremos a lutar pela Economia, as Empresas e o Emprego na Região!

Vítor Neto

Presidente da Direção do NERA

 


 

SEMINÁRIO

"O MEIOS ALTERNATIVOS DE PAGAMENTO, DE FINANCIAMENTO E GARANTIAS DE BOM PAGAMENTO: TÍTULOS DE CRÉDITO, FACTORING E CONFIRMING, LEASING E ALUGUER OPERACIONAL, GARANTIAS BANCÁRIAS, PENHOR E HIPOTECA"

 Meios Alternativos Pagamento

LOCAL: AUDITÓRIO DO NERA

DIA: 14 DE JUNHO DE 2017 - HORÁRIO: 14H00 - 18H00

O NERA em parceria com a Eduardo Serra Jorge & Maria José Garcia - Sociedade de Advogados, RL irá promover a realização de um Seminário subordinado ao tema “Meios Alternativos de Pagamento, de Financiamento e Garantias de bom Pagamento: Títulos de Crédito, Factoring e Confirming, Leasing e Aluguer Operacional, Garantias Bancárias, Penhor e Hipoteca”, a realizar no Auditório do NERA, no próximo dia 14 de junho, entre as 14H00 e as 18H00.

Neste Seminário será abordada toda a problemática relacionada com algumas das formas possíveis de cumprimento da obrigação de pagamento, bem como algumas das modalidades de financiamento a que é possível os empresários recorrerem no âmbito e para o exercício da sua atividade comercial e, ainda, a matéria das garantias do crédito, numa perspetiva prática e dinâmica.

Este Seminário destina-se a todos os Empresários, Quadros de Empresas, bem como a particulares na generalidade, que se enquadrem no tema do seminário e demais interessados.

Poderá ainda consultar o referido Programa e efetuar a sua inscrição acedendo ao sítio do NERA em www.nera.pt. 

 


 

NERA E AMAL APRESENTAM O PROJETO INOVA ALGARVE 2020

Inova Algarve 2020

PROGRAMA DE ESTÍMULO PARA O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES DE INOVAÇÃO NAS PME NO ALGARVE

O NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve e a AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve vão desenvolver 16 Ações de Sensibilização para a Inovação e de Apresentação do Projeto INOVA ALGARVE 2020, cofinanciado pelo CRESC Algarve 2020 | Portugal 2020, em parceria com os 16 Municípios do Algarve, conforme calendário que segue abaixo:

30-05-2017 | 10h30 | MONCHIQUE | Salão Nobre dos Paços do Concelho
31-05-2017 | 10h30 | VILA DO BISPO | Salão Nobre da Câmara Municipal
31-05-2017 | 15h00 | ALJEZUR | Edifício Paços do Concelho
06-06-2017 | 10h30 | CASTRO MARIM | Casa do Sal
06-06-2017 | 15h00 | ALCOUTIM |Salão Nobre da Câmara Municipal de Alcoutim
07-06-2017 | 15h00 | PORTIMÃO | Museu Municipal de Portimão
09-06-2017 | 11h30 | LAGOS | Auditório da Câmara Municipal de Lagos
09-06-2017 | 17h00 | S. B. MESSINES | Auditório Francisco Vargas Mogo - Crédito Agrícola de S. B. Messines
20-06-2017 | 10h30 | OLHÃO | Biblioteca Municipal de Olhão
20-06-2017 | 15h00 | FARO | Auditório da Biblioteca Municipal de Faro
21-06-2017 | 10h30 | LAGOA | Auditório Municipal – Auditório Convento S. José
21-06-2017 | 15h00 | ALBUFEIRA | Salão Nobre dos Paços do Concelho
27-06-2017 | 10h30 | V. R. Sto. ANTÓNIO | Biblioteca Municipal
27-06-2017 | 15h00 | TAVIRA | Auditório da Biblioteca Municipal de Tavira
28-06-2017 | 10h30 | S. B. ALPORTEL | Salão Nobre da Câmara Municipal de S. B. Alportel
28-06-2017 | 15h00 | LOULÉ | Auditório do NERA

A participação nestas Ações de Sensibilização é gratuita.

Este Projeto tem como objetivo permitir às Empresas da Região do Algarve avaliar o seu potencial de inovação e capacitá-las para o desenvolvimento de projetos inovadores, com vista à apresentação de candidaturas ao CRESC ALGARVE 2020 | Portugal 2020.

Importa referir que o INOVA ALGARVE 2020 procura reforçar a ligação das PME da Região às Associações Empresariais, aos Municípios e aos Estabelecimentos de Ensino Superior, no desenvolvimento de atividades inovadoras, com vista à prossecução de novos bens e serviços e ao aumento da produtividade.

Através desta iniciativa, pretende-se ainda sensibilizar as PME para os fatores críticos de competitividade no domínio da Inovação e identificar empresas com potencial de inovação, estimulando-as a implementar atividades inovadoras, em linha com os Domínios de Especialização da RIS3 Algarve.


 


 

PLANO DE FORMAÇÃO NERA 2017

Plano de Formação 2016

O NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve, na qualidade de entidade formadora certificada pela DGERT e pela APCER (ISO 9001), tem procurado, desde sempre, disponibilizar serviços de formação adaptados às necessidades de formação dos quadros das Empresas da Região do Algarve, contribuindo desta forma para o respetivo desenvolvimento e aumento da competitividade.

Com o propósito de continuar a dotar os recursos humanos da região das competências técnicas que lhes permitam um melhor desempenho profissional, aumentando a respetiva produtividade e consequentemente a competitividade das organizações onde estão inseridos, prosseguiremos neste 2º trimestre de 2017 a execução do nosso Plano de Formação, apresentando algumas novidades.

Assim, no próximo mês de junho contamos promover as seguintes ações de formação:
- Primeiros Socorros;
- Técnicas de Decoração aplicadas a Eventos;
- Negociação Comercial: Técnicas, Estratégias e Táticas;
- Gerir a Fiscalidade na Empresa: IRC-IRS-IVA;
- Comunicação Eficaz e as Relações Interpessoais: Sucesso de uma Empresa;
- Excel Avançado;
- Gestão de Pessoal;
- O Coaching – suas funcionalidades;

- Prevenção de Incêndios e Evacuação de Edifícios.


Poderá consultar o referido Plano de Formação e efetuar a sua inscrição nos vários cursos, acedendo à opção “Formação Profissional”, no sítio do NERA www.nera.pt ou então poderá contactar o Gabinete de Formação do NERA através dos seguintes contactos:

Tel.: 289 415 151
E-mail: gfo@nera.pt



 


 

O TOUR "PORTUGAL SOU EU" CHEGA A TAVIRA NO DIA 8 DE JUNHO

Logo4 Forum Portugal Sou Eu

O Programa «Portugal Sou EU», do Ministério da Economia, aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros 56/2011, e dirigido em particular às PME nacionais, foi criado para ser atribuído aos produtos e serviços com base em critérios de incorporação nacional e valor acrescentado nacional da empresa. Através do selo, o Programa valoriza a produção nacional de produtos, serviços e artesanato que, facilmente, são identificados pelo consumidor chamado, a preferir o que é verdadeiramente português.

 

Trata-se, pois de uma iniciativa que valoriza a produção e prestação de serviços de expressiva incorporação nacional e que no que concerne à realidade dos promotores com atividade na nossa região, poderá potenciar e contribuir para o seu crescimento e divulgação, conforme poder-se-á verificar no conteúdo benefícios.

 

O Programa «Portugal Sou EU», desenvolveu, entretanto, 4 selos qua abaixo se apresentam e para os quais poderão ser consultadas as condições de adesão para cada um deles:

 

Produtos -  A Adesão ao Selo dos Produtos destina-se a produtos resultantes da produção agrícola, industrial, produtos das classes artesanais de joalharia (13.12) e relojoaria (13.14) e ainda aos produtos que não sejam fabricados pelo requerente, mas que este seja detentor da marca. Não se aplica a produtos acabados e prontos a ser colocados no mercado, provenientes de fora de Portugal.

 

Artesanato - A Adesão ao selo “Portugal Sou EU” dos produtos classificados no repertório de atividades de Artesanato é simplificada, e não carece determinar a percentagem de incorporação nacional (com exceção das classes Joalharia e Relojoaria). Não se aplica a produtos acabados e prontos a serem colocados no mercado, provenientes de fora de Portugal.

 

Serviços - A Adesão ao selo dos Serviços destina-se às empresas prestadoras de serviços com exceção do comércio e restauração.

 

Estabelecimento Aderente - A Adesão ao estatuto "Estabelecimento Aderente" destina-se às empresas do comércio e restauração, através de condições específicas de comercialização/utilização de produtos com selo "Portugal Sou EU".

 

O TourPortugal Sou EU” partiu de Lisboa no passado dia 26 de abril para iniciar uma viagem que irá passar por 15 distritos e 17 cidades de Portugal, com o objetivo de divulgar o Programa junto de um vasto número de consumidores e de empresários de todo o País.

 

Neste “Tour” iniciado a 26 de abril, Tavira irá ser uma das cidades contempladas pelo ProgramaPortugal Sou EU”. Assim, no próximo dia 08 de junho de 2017, entre as 10h00 e as 18h00, na Praça da República, em Tavira, irá ter lugar mais uma sessão divulgativa deste Programa, que contará com a presença de Paulo Ferreira, Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Norma Rodrigues, Diretora-Geral da AIP-CCI, Vítor Neto, Presidente da Direção do NERA e Jorge Botelho, Presidente da Câmara Municipal de Tavira, além de outros empresários de renome da região Algarvia que também marcarão presença nesta sessão.

 

Consulte o Programa em www.nera.pt.

 

Informa-se ainda que esta iniciativa irá ter cobertura televisiva, sinalizada através das estações de televisão RTP e SIC (Programa Imagens de Marca), representando deste modo uma boa oportunidade de divulgação para as empresas que estiverem presentes e sejam potenciais aderentes ao selo “Portugal Sou EU”, através dos seus produtos ou serviços.

 

No âmbito desta iniciativa, irá haver também um espaço para exposição de produtos e serviços com o selo “Portugal Sou EU”.

 

Poderá consultar a apresentação do selo, através do link:

 

http://portugalsoueu.pt/inicial



 



 

INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA

PRAZO DE ENTREGA DECORRE ATÉ 15 DE JULHO

O prazo de entrega da IES decorre até ao dia 15 de julho para os sujeitos passivos de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas (IRC) com período de tributação igual ao civil.

O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais (SEAF) determinou a manutenção dos formulários em vigor relativos à declaração de Informação Empresarial Simplificada (IES) bem como das instruções que foram divulgadas em 2016 referentes aos ajustamentos de preenchimento da declaração.

A aplicação informática para entrega da IE já se encontra disponível desde o dia 9 de maio no portal das finanças.

A manutenção dos mesmos formulários deve-se ao facto de se encontrar ainda em curso o processo de simplificação da IES/DA, cujas alterações deverão ser refletidas na declaração do período 2017, a entregar em 2018.


 


 

CONTRATO-EMPREGO: PRORROGAÇÃO DO PERÍODO DE CANDIDATURA

IEFP - Medida Contrato-Emprego

Foi alargado o período de candidatura à Medida Contrato-Emprego até 16 de junho de 2017.

O Conselho Diretivo do IEFP deliberou prorrogar o período para apresentação de candidaturas à Medida Contrato-Emprego, que visa a concessão, à entidade empregadora, de um apoio financeiro à celebração de contrato de trabalho com desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP).

Assim, e no âmbito do período de candidatura que neste momento se encontra a decorrer, será possível apresentação de candidaturas até às 18h do dia 16 de junho, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste Portal.

A candidatura à Medida é efetuada em NetEmprego, através de sinalização de oferta de emprego registada nesse portal (na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada).
As empresas que apresentaram ofertas de emprego junto do IEFP a partir de 4 de março de 2017, e desde que estas cumpram os requisitos de elegibilidade, poderão apresentar uma candidatura ao abrigo da Medida.

Durante este período de candidatura será possível formalizar o pedido de Prémio de Conversão de contrato.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento de acesso e o guia de apoio ao preenchimento do formulário de candidatura.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, tel: 300 010 001.



 


 

IEFP

ESTÁGIOS PROFISSIONAIS

IEFP

O Conselho Diretivo do Instituto do Emprego e Formação Profissional deliberou prorrogar o período para apresentação de candidaturas à Medida Estágios Profissionais, que visa apoiar a realização de estágios profissionais por desempregados inscritos no IEFP.

No âmbito do período de candidatura que neste momento se encontra a decorrer, será possível apresentação de candidaturas até às 18h00 do dia 31 de julho, nos termos do aviso de abertura que se encontra disponível para consulta neste portal.

Considerando o assinalável interesse e adesão que a Medida tem suscitado, o Conselho Diretivo deliberou reforçar a dotação orçamental afeta ao primeiro período de candidatura, passando de 18,8 milhões de euros para uma dotação final de 37,6 milhões de euros, com a qual se espera abranger cerca de 8 000 estagiários.

A candidatura à medida é efetuada pela entidade, no portal NetEmprego, na área pessoal de cada entidade, devendo ser efetuado o registo prévio, caso ainda não esteja registada.

Durante este período de candidatura será também possível formalizar o pedido de Prémio ao Emprego, apoiando a celebração de contratos de trabalho sem termo, com ex-estagiários.

Antes de se candidatar, consulte o regulamento e verifique as regras de acesso a esta medida.

Mais informações e esclarecimentos podem ser obtidos através do Centro de Contacto, disponível todos os dias úteis das 8h00 às 20h00, telefone: 300 010 001.

 


 

PRAZO DE VALIDADE DO CARTÃO DE CIDADÃO ALARGADO PARA 10 ANOS

As alterações às regras do Cartão de Cidadão estão a aguardar publicação em Diário da República.

Foi acolhida a proposta de alargamento do prazo de validade do cartão de cidadão dos atuais cinco para os dez anos.

Por outro lado, se um advogado, um solicitador, um engenheiro ou outro profissional pretender incluir o seu título profissional no Cartão de Cidadão, poderá fazê-lo através do Sistema de Certificação de Atributos Profissionais.

A partir de 31 de dezembro de 2017 o cartão de cidadão será o único documento de identificação de todos os cidadãos nacionais, salvo os que forem ainda portadores de bilhetes de identidade válido nessa data.



 

CASA PRONTA + EM VIGOR DESDE ABRIL DE 2017

O Casa Pronta é um balcão único onde é possível realizar todas as operações relativas à compra e venda de prédios urbanos, nomeadamente pagar impostos, celebrar o contrato de compra e venda, realizar imediatamente todos os registos, pedir a isenção de pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), pedir a alteração da morada fiscal, entre outros.

Mais recentemente, no passado dia 10 de abril, passou a ser possível realizar no Casa Pronta a divisão de coisa comum, nomeadamente de imóveis que se encontrem em compropriedade.

Através do site do “Casa Pronta” os bancos podem pedir e consultar a certidão permanente de registo do prédio.

Os serviços Casa Pronta têm os seguintes custos:
- processo dá origem a um único ato de registo: € 375 (por exemplo, uma aquisição ou uma hipoteca);
- processo dá origem a mais do que um ato de registo: € 700 (por exemplo, compra e venda com financiamento bancário, que implica vários registos).
- processos em que esteja em causa mais do que um prédio: acresce ao custo, por cada um a mais para além do primeiro prédio um valor de € 50.

 


 

DIA ABERTO ÀS NOVAS EMPRESAS

Dia Aberto Novas Empresas

Todas as empresas no seu início enfrentam desafios que têm de ser superados. Alguns deles, no entanto, são previsíveis e podem ser minimizados. Cientes desta situação e de forma a apoiar as empresas recentes, o IAPMEI irá realizar uma iniciativa denominada “Dia Aberto às Novas Empresas” que tem como objetivo dar a conhecer os apoios financeiros disponíveis na região do Algarve, como abordar potenciais investidores e/ou a banca, apresentar um conjunto de apoios não financeiros que poderão ser relevantes e de grande utilidade, bem como alertar para aspetos a ter em conta num processo de exportação.

Esta iniciativa prevê ainda, no próprio dia, um espaço de atendimento personalizado aos empresários que assim o desejarem, ou a possibilidade de uma marcação posterior.

A sessão realizar-se-á no dia 7 de junho, nas instalações do IAPMEI em Faro conforme programa em anexo. Para obter mais informações e esclarecimentos, poderá contactar:
Tel. 289 895 800

A participação é gratuita mas sujeita a inscrição prévia, que poderá efetuá-la em www.nera.pt.

 

 


 

SIMPÓSIO VITIVINÍCOLA DO ALGARVE

A Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA) encontra-se a organizar o Simpósio Vitivinícola do Algarve, que se irá realizar no Auditório da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, em Faro, no próximo dia 11 de maio.

Dividido pelos painéis de Viticultura e Enologia, estarão presentes no Simpósio, reputados especialistas que irão abordar questões transversais ao universo vínico, suscitando o interesse e curiosidade por parte da comunidade vitivinícola algarvia.

Recorde-se que a vinha algarvia é um dos setores onde mais se tem registado uma crescente e positiva evolução, não só no aumento de produtores registados, mas também na distinção de vários prémios, quer nacionais, quer internacionais dos vinhos produzidos no Algarve.

À margem da iniciativa, no final do evento serão ainda entregues os Prémios do Concurso de Vinhos do Algarve 2017, organizado pela CVA a 9 de Abril.

A entrada é gratuita, mas sujeita à lotação do Auditório, por isso os participantes deverão efetuar a sua inscrição obrigatoriamente no Simpósio através do sítio da internet https://www.vinhosdoalgarve.pt no link assinalado “Aqui”.

Poderá obter mais informações através dos seguintes contactos:
Tel. 282 341 393 | 919876876
E-mail: secretariado@vinhosdoalgarve.pt

 

 


 
Divulgação:

Para que possa lançar, expandir ou rentabilizar a atividade da sua empresa, o NERA , para além de todos osserviços e apoios que tem vindo a prestar aos empresários da Região, ou aos que aqui se pretendem instalar,dispõe de um serviço de aluguer/cessão de uso de salas e espaços variados, situadas no seu Centro Empresarial de Negócios.

As salas/ espaços poderão ser arrendadas por períodos variáveis, desde por horas ou dias a mensal, anual ou plurianualmente.

O uso de qualquer destes espaços traz consigo vantagens adicionais, como:
- inserção num espaço comum de múltiplas utilizações e não isolado;
- uso imediato de energia e água;
- possibilidade de acesso a serviços diversificados, como: fotocópias, fax, mail, gestão de correspondência ou contactos, etc.;
- integração no núcleo da NERA, onde encontra disponibilidade do uso ocasional de espaços e serviços, entre os quais salas para reuniões, apresentações de produtos ou formação, salas de congressos,organização de eventos, secretariado, aluguer de mobiliário, etc.;

Também disponibilizamos serviços de sediação de empresas e gestão de contactos.

 

O NERA em parceria com a PLMJ – Sociedade de Advogados, R.L., irá realizar no dia 30 de setembro, pelas 14 horas, no Auditório do NERA, o seminário subordinado ao tema “Alojamento Local”, tendo como principal objetivo o esclarecimento dos princípios e das regras aplicáveis ao alojamento local.

 

O Programa deste seminário, bem como a respetiva Ficha de Inscrição e as informações técnicas necessárias irão encontrar-se, brevemente, disponíveis no site do NERA em www.nera.pt.

 

Login Form



Popup

{simplepopup link=spuImage2 gallery=gallery1 hidden=true}PopUp Image{/simplepopup}